Home / Exercícios Físicos / Esportes de A - Z / Aliada ao controle da glicemia, a prática do tênis ajuda Roberta Navajas a ter uma vida plena!

Aliada ao controle da glicemia, a prática do tênis ajuda Roberta Navajas a ter uma vida plena!

Tênis. Match Point! A prática do tênis potencializa o controle da glicemia!

 Há momentos, em um jogo de tênis, que a bola atinge o topo da rede e, por uma fração de segundo, pode avançar ou retroceder. Independentemente das opções, é preciso força de vontade para vencer os obstáculos.

Fora das quadras, os desafios são os mesmos. Robertha Navajas, designer e estilista, com 26 anos, 17 deles com diabetes, pratica tênis ao todo há 10 anos. Quando diagnosticada com diabetes, sentiu que havia perdido o jogo quando foi diagnosticada com a condição. Mesmo assim aceitou, se reergueu e vive muito bem.

Roberta escolheu o tênis, pois “é uma atividade que trabalha o corpo todo, deixa com músculos firmes e também exige bastante coordenação. Além disso, a prática proporciona uma grande perda de gordura e elimina grande parte do estresse”.

Ao praticar duas vezes por semana, durante 30 minutos, Roberta nos relata como comporta sua glicemia. “após o treino, ela se mantém nos níveis desejados, como uso a terapia com bomba de insulina, eu programo a basal para voltar a injetar, em seguida do treino, pois geralmente tiro o equipamento durante o jogo”.

Mas há cuidados importantes que precisam ser verificados para praticar em segurança. “Como treino com a bomba sem funcionar, mantenho-a no corpo para que me mostre os a glicemia, vou observando como esta se comporta e faço suplementação com algum alimento que contenha carboidrato de rápida absorção, se eu precisar”.

Além disso, Roberta tem mais um cuidado antes do treino “preciso verificar a glicemia antes da prática. Dependendo do valor, algumas vezes diminuo a basal uma hora antes e treino com a bomba. Às vezes desligo totalmente e às vezes treino com ela .

A designer explica o motivo da escolha do esporte e indica para outras pessoas. “Eu gosto de praticar esportes que me deem prazer, encontrei isso no tênis. Não pretendo ser uma profissional, mas admiro muito o esporte. Indico, pois em primeiro lugar, ele proporciona concentração, coordenação e equilíbrio. Em segundo lugar, porque gosto e as pessoas têm de praticar o que lhe dá prazer, como no meu caso”.   Para finalizar, Roberta deixa uma mensagem: “Após muito tempo de diabetes, eu consegui me encontrar no esporte como uma maneira de deixar as coisas menos complicadas. Faço diversas atividades e quando enjoo, procuro outras que me motivem, acho que esse é o segredo”.

Vanessa Pirolo

Jornalista, criadora do blog convivência com diabetes, tem diabetes desde o seus 18 anos, e redatora do Portal DBCV. Quer me conhecer melhor? Então, clique aqui!

More Posts - Website

Deixe Seu Comentário

comentários

Veja também

diadoeducador

Parabéns ao Educador Físico pela sua atuação!

Primeiro de Setembro – Dia do Profissional de Educação Física No dia 1º de setembro ...