Home / Consumidores / Entendendo o Diabetes / Confira o estudo polêmico que afirma: ficar sentado é pior do que fumar!

Confira o estudo polêmico que afirma: ficar sentado é pior do que fumar!

Sedentarismo – O Mal do Século!

Waiting room with colorful chairs and clocks - rendering

Dra. Eliana Pirolo*

Caros leitores, por inúmeras vezes publicamos matérias enfatizando os benefícios da atividade física, atestando o que a ciência já comprova – apenas 30 minutos diários dedicados aos esportes é o tempo suficiente para o caminho da longevidade.

A prática de exercícios físicos promove mudanças corporais, melhora a autoestima, a autoconfiança e a afetividade, aumentando a socialização; proporciona perda de peso e da porcentagem da gordura corporal, redução da pressão arterial em repouso, previne a ocorrência da resistência insulínica e do diabetes tipo 2, diminuição do colesterol total e aumento do HDL (colesterol bom). Além disso, melhora a irrigação do fluxo de sangue para o cérebro, ajuda na capacidade de lidar com problemas e com o estresse, podendo também exercer efeitos no convívio social do indivíduo, tanto no ambiente de trabalho quanto no familiar.

O exercício físico é aceito como agente preventivo e terapêutico de diversas enfermidades, dentre as quais as cardiovasculares e o diabetes mellitus, assumindo aspecto benéfico e protetor. Portanto, a prática de exercícios aeróbicos como os resistidos são fundamentais para indivíduos saudáveis como para pessoas com doenças crônicas, melhorando a qualidade de vida e mantendo as respectivas patologias controladas.

Em contrapartida, a inatividade física e o baixo nível de condicionamento têm sido considerados fatores de risco para a mortalidade prematura tão importante quanto o fumo, dislipidemia, diabetes e hipertensão arterial.

Hoje, os pesquisadores afirmam que ficar sentado é pior do que fumar. Com o avanço da tecnologia nos proporcionando utilizar controle remoto, telas planas espetaculares nas TVs que nos “prendem” horas a fio assistindo a filmes, além de tablets e celulares que parecem nos “fixar” nos sofás, fazem com que as pessoas se neguem a trocar esse falso conforto por caminhadas, andar de bicicleta, correr, fazer ginástica ou levantar pesos.

Estamos testemunhando uma assustadora epidemia nacional de inatividade. O aumento múltiplo no tempo de uso da tela em crianças, assistindo TV ou jogando videogames e envolvendo-se com um computador, tablet ou smartphone as mantêm internas e sedentárias. Os áureos tempos em que os pequenos se exercitavam em parques, brincando de esconde-esconde, pega-pega, pulando corda, jogando bola ficaram congelados na memória de quem teve o privilégio de ter uma infância feliz.

De acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças, em 2012, constatou-se que apenas um quarto das crianças norte-americanas de 12 a 15 anos se exercita fisicamente e as restantes são sedentárias.

Um artigo publicado em 2014 intitulado The Active Times da autora Diana Gerstacker cita pesquisas referentes a um estudo no Journal of the National Cancer Institute mostrando que ficar sentado por longos períodos de tempo, aumenta acentuadamente nosso risco de contrair câncer de cólon, endométrio e de pulmão, além de doenças cardiovasculares, obesidade e diabetes tipo 2 e de ter comprometimento muscular e depressão. Chocantemente, mesmo em indivíduos fisicamente ativos, ficar sentado aumentou o risco a cada adição de duas horas no tempo de assento. Portanto, sentar não é compensado pelo exercício. Veja o artigo na íntegra aqui: (https://www.heraldtimesonline.com/deseret/news/opinion/sitting-is-the-new-smoking/article_d6345cb4-7ed5-5eff-b958-908d2f9bb1c3.html)

Portanto, para o seu bem-estar e de sua família, saia do sofá e mexa-se! Procure um profissional de educação física que possa orientá-los corretamente na prática de esportes.

Se trabalha sentado, obtenha uma mesa regulável para que possa ficar em pé. Para não se esquecer, use um aplicativo no celular que o lembrará de se levantar e se mover a cada hora. Use as escadas e mantenha-se em movimento a maior parte do tempo. Limite o seu uso de tela e de todos da família, pois o contato pessoal é muito mais rico e prazeroso que o virtual. Quanto aos seus filhos e amigos, exercite-se com eles ao ar livre com divertidos momentos que, um dia, serão eternizados!

*Dra. Eliana Pirolo é cirurgiã dentista, especialista em Homeopatia pela Associação Paulista de Homeopatia (APH), especialista em Saúde da Mulher no Climatério pela Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (USP), Mestre e Doutora em Ciências pelo Departamento de Ginecologia da Universidade Federal de São Paulo – Escola Paulista de Medicina (UNIFESP – EPM).

 

Confira o estudo polêmico que afirma: ficar sentado é pior do que fumar!

Vanessa Pirolo

Jornalista, criadora do blog convivência com diabetes, tem diabetes desde o seus 18 anos, e redatora do Portal DBCV. Quer me conhecer melhor? Então, clique aqui!

More Posts - Website

Deixe Seu Comentário

comentários

Veja também

Roberta

Conheça a emocionante história de vida de Roberta Alves Silva!

Seja Autor da mais Linda História – a Sua! Roberta Alves Silva Meu nome é ...