Home / Consumidores / Estratégias que o programador Paulo de Tarso adotou para não se desligar dos cuidados do diabetes!

Estratégias que o programador Paulo de Tarso adotou para não se desligar dos cuidados do diabetes!

A Tecnologia a Serviço do Diabetes

Paulo de Tarso, 33 anos, relata ter paixão pela área de informática desde o momento em que decidiu fazer um curso técnico na área gráfica ministrado pelo Senai. Logo em seguida, o curso de web design despertou amor à primeira vista e foi fator decisivo para que ele se tornasse programador (há nove anos desenvolvendo sites). Agora, está focado em desenvolvimento de sistemas e aplicativos mobile. Em virtude de ser pós-graduado em arquitetura da informação, consegue ter uma visão mais centrada no usuário (aqueles que utilizam os sistemas criados por ele), fato que pode ser considerado como um diferencial para um programador.paulo-de-tarso

Não notou o tempo passar, mas há 19 anos foi diagnosticado com diabetes mellitus tipo1. No início, a notícia foi impactante, pois mobilizou toda a família para a mudança no estilo de vida. Com o passar dos anos, foi conhecendo outras pessoas com quadros semelhantes na Associação de Diabetes Juvenil (ADJ), instituição que muito ajudou a enfrentar o problema através de grupos de apoio, palestras e treinamentos voltados para o tratamento e educação em diabetes.

Como os profissionais da área de Tecnologia da Informação passam muito tempo à frente dos computadores, é importante que façam algum tipo de exercício de alongamento algumas vezes ao dia e segundo Paulo “é importante colocar o despertador para avisar do horário da medição da glicemia e também das horas do lanchinho”.

“Esses recursos tecnológicos digitais também são bem-vindos quando estou há duas ou três horas concentrado nos jogos de videogames. Para evitar hipoglicemias, eles me alertam quando devo me alimentar”, declara o programador.

Paulo relata que além de proporcionar bem-estar, a atividade física é uma ótima aliada no controle glicêmico, só pelo fato de pedalar diariamente, conseguiu reduzir pela metade ou talvez até mais a quantidade de insulina aplicada e isso, ele acha fantástico!

Sobre suas expectativas no futuro, anseia por um mundo com mais qualidade de vida, ou seja, acredita que haja melhoria tanto na prevenção como no tratamento do diabetes. “Nos últimos anos, a indústria tem investido em equipamentos e insumos, fato que tem colaborado para o controle da doença. Espero que dentro de alguns anos, esses recursos tecnológicos estarão acessíveis àqueles que não podem arcar com todo o tratamento”, finaliza Paulo de Tarso.

Vanessa Pirolo

Jornalista, criadora do blog convivência com diabetes, tem diabetes desde o seus 18 anos, e redatora do Portal DBCV. Quer me conhecer melhor? Então, clique aqui!

More Posts - Website

Deixe Seu Comentário

comentários

Veja também

7 vacina post

Aprenda dicas de como descobrir mensagens verdadeiras e falsas sobre o diabetes.

A cura do diabetes ainda não foi descoberta. Conheça dicas para se proteger de notícias ...