Home / Exercícios Físicos / Dicas Práticas / Mudanças de rotina podem ser positivas para o controle da glicemia

Mudanças de rotina podem ser positivas para o controle da glicemia

Mudanças de rotina podem ser positivas para o controle da glicemia.

FeriasFérias, viagens, mudança de rotina. Este pacote parece muito agradável para todas as pessoas que querem descansar, mas será que elas vão conseguir literalmente descansar se resolverem viajar ou inserir inúmeros programas nas férias?

Escolher viagens de muitas horas de avião, carro ou outro meio de transporte, para algumas pessoas, a mudança de rotina pode ser bem cansativo, inclusive se a pessoa optar por conhecer vários lugares e ficar o dia todo perambulando por pontos turísticos.

Emerson Bisan, educador físico, comenta sobre o que ocorre no corpo. “Nem sempre quando mudamos de rotina ficamos mais cansados, mas o fato de mudarmos o horário de dormir, acordar, almoçar e outras atividades rotineiras faz alterar nosso metabolismo. O maior gasto calórico dependerá da rotina dos dias em que não estão em férias e é lógico que uma pessoa que passa o dia atrás de um computador sofrerá um gasto energético muito mais do que o normal mesmo andando em um museu, já para um carteiro andar em um museu será uma moleza”.

Algumas pessoas com diabetes comentam que a glicemia tende a reduzir nestes dias. “Existem vários fatores que a mudança de rotina pode alterar a glicemia, desde os horários das refeições, velocidade com que mastiga os alimentos, tempo para fazer as coisas andando ao invés de carro, horas de sonos, até mesmo os níveis de estresse podem mudar o seu sistema energético para mais ou para menos”, esclarece Emerson.

O educador ainda complementa, “teoricamente, a falta de estresse não altera significativamente os hormônios que atrapalhariam o controle glicêmico, mas quanto ao humor somente o fato de não sofrer as pressões do dia a dia já tem uma explicação para relaxar e até a fisionomia mudar”.

Mas é importante que se a pessoa com diabetes programar passar o dia em um parque ou visitar diversos lugares em um dia só, Emerson alerta “o aumento na frequência de testes quando a rotina muda é a principal recomendação e portar uma forma de açúcar de rápida absorção em casos de hipoglicemias”.

Caso a pessoas se interesse em manter a atividade física, Emerson vê com bons olhos. “O ideal é sempre praticar atividade física, seu corpo não entende que está de férias e precisa manter um dos pilares do tratamento do diabetes que é com atividade física mesmo que seja em quantidade e intensidade menor que a rotineira”.

Vanessa Pirolo

Jornalista, criadora do blog convivência com diabetes, tem diabetes desde o seus 18 anos, e redatora do Portal DBCV. Quer me conhecer melhor? Então, clique aqui!

More Posts - Website

Deixe Seu Comentário

comentários

Veja também

bicicleta

Mudança de mobilidade ao trabalho! Confira como podemos adaptar nosso corpo!

Como adaptar o corpo quando aderimos às caminhadas e pedaladas? Em São Paulo, o prefeito ...