Home / Como lidar com o Diabetes / Tecnologias aprimoradas para ajudar no tratamento do diabetes e trazer mais conforto! Confira matéria aqui!

Tecnologias aprimoradas para ajudar no tratamento do diabetes e trazer mais conforto! Confira matéria aqui!

Lançamento da linha de lancetadores FastClix traz mais conforto para a automonitorização da glicose

O tratamento do diabetes se inicia com o seu diagnóstico e diferentes cuidados são implementados na rotina da pessoa. O monitoramento da glicemia capilar e a aplicação de insulina são realizados por agulhas. Há casos em que o indivíduo se remete às lembranças da condição e de seus cuidados ou alguma experiência traumatizante de dor sofrida em momentos de automonitorização da glicose ou de aplicação de insulina.

Com esta recordação traumatizante, há casos em que a pessoa luta ou tenta fugir desta realidade e muitas vezes deixa de realizar o tratamento para não passar por esta experiência novamente. Para tentar diminuir este trauma e incentivar a pessoa a realizar o tratamento corretamente, a Roche lançou a linha de lancetadores FastClix, com tambores com seis lancetas. O ato de realizar a troca do tambor é simples e o usuário em nenhum momento tem o contato visual com a lanceta, principalmente para crianças e pessoas que têm medo de agulha.

Segundo André Saraiva, Gerente de Produtos Estabelecidos da Unidade de Diabetes Care, Roche Diagnóstica Brasil, “se você faz seis testes ao dia, não precisa descartar seis vezes a lanceta durante o dia. Com um simples toque, é realizada a troca para a lanceta seguinte, e você faz apenas o descarte após o uso de todas”.

“Hoje sabemos que não existem limitações para as pessoas com diabetes, basta seguir corretamente seu tratamento e principalmente acompanhar seus valores diários de glicemia. Porém sabemos que ainda uma das maiores barreiras à automonitorização rotineira da glicemia é o famoso medo da “picada” da lanceta. Por isso, quem faz teste de glicemia regular e principalmente com alta frequência, a escolha de um lancetador adequado é fundamental. Esta tecnologia dos lancetadores facilita o dia a dia das pessoas com diabetes, provendo mais conforto e consequentemente auxiliando na adesão”, pontua André.

Além disso, esta nova linha Accu-Chek possui o sistema Clixmotion, exclusivo da Roche, no qual a lanceta faz um movimento linear de retração, sem ocasionar vibrações, reduzindo lesões e a sensação de dor, o que é ótimo para quem faz muitos testes ao dia.

“O benefício direto é único e importante: testes praticamente indolores. Se não dói ou dói menos, posso seguir com minhas medições regulares, e como consequência ter melhores resultados no tratamento do diabetes. Além disso, usar o Accu-Chek FastClix é fácil, com apenas um “clique”, você arma e dispara a lancetada, tornando o teste mais rápido. É muito fácil visualizar a quantidade de lancetas disponíveis para uso”, detalha o Gerente de Produtos da Roche.

Um fato importante relacionado ao tambor, é que após o descarte, as lancetas ficam protegidas, portanto o usuário não corre o risco de se machucar no processo, além de ser conveniente para descarte em lixo regular (não há material perfuro cortante exposto).

Outro benefício desta tecnologia é direcionado para os cuidadores e profissionais de saúde. “O uso de lancetas profissionais, como o uso do lancetador pessoal é intransferível, estes não podemos utilizar para diferentes pessoas, mas a Roche também possui uma solução para este caso, existem hoje no mercado duas linhas de lancetadores profissionais,  chamadas Accu-Chek Safe-T-Pro Uno e Accu-Chek Safe-T-Pro Plus. Estas lancetas são para uso profissional, pois logo após a aplicação, rompe-se um lacre de segurança, garantindo que ela não seja reutilizada além de manter a agulha protegida, evitando riscos de acidente para o profissional que manipula o produto”, ressalta André.

Uma dica importante é destacada por André Saraiva “é recomendável que seja realizada a troca de cada lanceta após o uso, assim quem usa, garante aplicações mais confortáveis, sem o risco de infecções e contaminações. O tratamento do diabetes não deve interferir na rotina das pessoas, cada vez mais a Roche traz inovações para garantir mais conforto e facilidade, de modo que o ato de realizar o teste seja algo conveniente e prático, e que as pessoas possam focar nas suas atividades de interesse”.

Vanessa Pirolo

Jornalista, criadora do blog convivência com diabetes, tem diabetes desde o seus 18 anos, e redatora do Portal DBCV. Quer me conhecer melhor? Então, clique aqui!

More Posts - Website

Deixe Seu Comentário

comentários

Veja também

Bruno

Conheça os desafios e as experiências de Bruno Pereira pelo mundo!

Sim, viajar é preciso! Bruno Pereira, publicitário, 26 anos e há 11 com diabetes mellitus ...