Home / Vanessa Pirolo

Vanessa Pirolo

blog van

A notícia do diagnóstico do diabetes é um impacto na vida de qualquer pessoa. Algumas delas tiram proveito da situação, como foi o meu caso. Meu nome é Vanessa Pirolo, tenho 32 anos e sou jornalista. Em setembro de 2000, houve uma campanha gratuita de verificação de glicemia na universidade onde eu estudava. Decidi fazer o exame voluntariamente e, para minha surpresa, o resultado foi 432 mg/dL! Lembro que a estudante de nutrição repetiu o exame e me recomendou ir ao médico urgente.

Após a confirmação do diagnóstico pela endocrinologista e passados os momentos de não aceitação, pena, raiva e irritabilidade, decidi me cuidar e driblar esse obstáculo. Por incrível que pareça, a vida me conduziu por caminhos tão inesperados e felizes que hoje agradeço a Deus por tudo que conquistei devido ao diabetes.

A primeira delas foi a alimentação mais balanceada e correta. Hoje, leio muito rótulos de alimentos e evito produtos muito gordurosos. A segunda foi a atividade física que se tornou obrigatória e descobri prazer por meio dela, o que contribuiu em muito para minha qualidade de vida.

Além disso, comecei a frequentar a ADJ Diabetes Brasil e tornei-me coordenadora voluntária do grupo de jovens maiores de 16 anos. Também virei conselheira e depois assessora de imprensa nessa mesma instituição e hoje trabalho muito para inserir a ADJ nos diversos veículos de comunicação do país inteiro, dependendo do projeto que realiza. Nos dias atuais, tornei-me consultora de projetos da instituição.

De três anos para cá, também escrevo sobre diabetes para o portal www.debemcomavida.com.br. Assim, aprofundei meus conhecimentos sobre a condição de um jeito que nunca imaginei que um dia fosse acontecer. A cada entrevista, sinto que as pessoas depositam em mim confiança e desejam que a mensagem chegue ao público de forma correta, assertiva e didática e, dessa forma, contribua para uma sociedade mais informada e mais sensibilizada aos riscos que correm quando deixam a saúde de lado.

Atendo outros clientes da área de saúde, mas a minha paixão mesmo sempre será diabetes. É algo que não posso retirar do meu corpo, faz parte da minha vida desde que eu acordo até a hora de dormir. Muitas vezes, paro, reflito no que está acontecendo e procuro encontrar mais caminhos para que eu possa auxiliar outras pessoas. Tento achar alternativas junto da ADJ para que associação descubra formas de sustentabilidade a fim de educar pessoas a conviverem com a condição de forma mais plena e livre de preconceitos.

Também participei ativamente de uma outra iniciativa. Aos 25 anos, pertenci ao Grupo Youth Panel do laboratório Novo Nordisk. Encontrei outros jovens com diabetes em várias partes do mundo em Berlim, Washington, Nova York, Buenos Aires e San Salvador. Recentemente, pela ADJ Diabetes Brasil, participei dos fóruns de diabetes em Brasília, Melbourne e Foz do Iguaçu.

Não sei se é muita pretensão da minha parte, mas o que mais quero é fazer diferença para um mundo melhor, com mais informação, justiça e com a possibilidade de que todos – independentemente da classe, credo e cor – tenham acesso aos melhores tratamentos do diabetes. 

Deixe Seu Comentário

comentários

11 Comentários

  1. ceicaaraujo1603@hotmail.com'

    Que história linda Vanessa, parabéns

  2. marco.bereira@gmail.com'

    Sou Diabético Melittus tipo 01 desde os 16 anos, hoje estou com 71 anos de idade, portanto no dia 02 de Junho deste ano, completo 55 anos de Diabétes, e com muita saúde.

    • roalsa@uol.com.br'
      Rogerio Alves dos Santos

      Parabéns Marco Antônio!!!!!

    • alceujmc@hotmail.com'
      FÁTIMA APARECIDA DOS SANTOS

      Meus parabéns, Marco Antonio.Que Deus continue abençoando muito sua vida, meu filho Gabriel tem 13 anos, foi diagnosticado com 7 anos, espero no fundo do meu coração que meu amado filho chegue com 70 anos com muita saúde tb. parabéns pelo seu testemunho. Que Deus lhe conceda mais uns 70 anos, HOJE ESTOU CORRENDO ATRÁS De um endocrinologista infantil pra eu dar entrada nas papeladas judiciais para a bomba de insulina.Quem puder me ajudar nesta luta agradeço. tel. 11 28940644 fátima

  3. denica2010@hotmail.com'
    Denize de Carvalho Aguiar

    Muito boa a matéria, gostaria de saber mas.

  4. josenunesaguiar@gmail.com'
    José Nunes Aguiar

    Admiro vc por lutar p desenvolver um trabalho tão importante p muita gente.que DEUS lhe ab ençoe
    muitíssimo

  5. elizangela.batista2011@bol.com.br'

    muito legal !um incentivo para exergarmos um lado melhor para os diabeticos

  6. atomdeassis@hotmsil.com'
    Weliton Coelho

    Gostei da sua generosidade em ajudar as pessoas com diabetes , gostaria de está recebendo as atualizações na condução do tratamento do diabetes , para se ter uma vida mais saudável e prevenir
    O risco das complicações dos portadores dessa doença tão perigosa , para órgãos vitais . Mande-me o nome das substâncias e produtos mais recentemente lançados ,por favor. Muitíssimo grato . Weliton Celho . Fiquei Diabetico há menos de um ano . Parabéns e abraço fraterno,

  7. oliveirakan10@gmail.com'
    adilson ferdinando

    Parabéns pela matéria !!! Também sou diabético tipo a 20 anos ,,sou corredor de rua a 6 anos já fiz varias provas local e pelo brasil fiz 4 meias maratonas e muitas provas de 10 e 5 km e no próximo domingo dia 12/06 vou fazer minha primeira maratona 42.195 km depois de algum tempo percebi que melhorei muita a minha qualidade de vida nunca desista ,,, ser diabetes não impede nada ,, abraço a todos

  8. zelyctba@yahoo.com.br'
    Rosely do Carmo da Silva

    Parabéns pela matéria fiquei muito interessada sou diabética tipo 2 e está sempre alterada tomo medicamento cuido da alimentação e nada tenho medo de ter que ir pra insulina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>